Porto da Pedra homenageia Antonio Pitanga

De operário à Cristo, a Unidos do Porto da Pedra traz Antonio Pitanga com enredo: Antônio Pitanga, um negro em movimento! O Tigre vai apresentar na Sapucaí a história do ator, desde seu nascimento na Bahia, aos trabalhos no cinema, nas novelas, teatros e na militância política. Rugindo bem alto e forte, a escola fará da trajetória de Antonio Pitanga motivação para o carnaval 2019.

Enredo: Antônio Pitanga, um negro em movimento

Samba-enredo

Compositores: Bira, Claudinho Guimarães, Duda SG, Márcio Rangel, Alexandre Villela, Guilherme Andrade, Adelyr, Bruno Soares, Rafael Raçudo, Paulo Borges, Eric Costa e Oscar Bessa

Intérprete: Luizinho Andanças

Meu povo chegou de Daomé
Escravizado pela mão do invasor
Trazendo na alma axé
A fé foi alento na dor
Nasci em São Salvador da “Bahia
De todos os santos”, Ogum é meu guia
Subo a ladeira do “Pelô”
A batucada começou, tem capoeira (ê, camará!)
Histórias de um griô,
Memórias vindas de lá do Gantois

Ôôôô do “barravento”
Vem a força da transformação
Ôôô do meu “quilombo”
Ecoa um grito de libertação

No “cinema novo” fiz brotar
Resistência popular… eu sou Pitanga!
Na tela a pele negra reluz
Um gingado que seduz… eu sou Pitanga!

Com raça venci preconceitos, mostrei meu talento e “opinião”
Na “oficina” da arte segui lutando contra a opressão
Deixei o sol entrar, vivi lindas “manhães”
Meus frutos vi crescer
Rio de Janeiro, de braços abertos, me acolheu
Pra você eu tiro o chapéu, Mangueira
Estação Primeira do meu coração
No céu, a estrela não vai se apagar
Brilha na terra, ilumina o mar
É sentimento que não tem fim
Bendito amor que mora em mim

Sou Porto da Pedra, chegou o momento!
No berço do samba, nosso apogeu
Guerreiro e bamba, negro em movimento
“Esse mundo é meu”!

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *